pH dos cabelos: por que ele é tão importante no tratamento capilar?

Quem imaginaria que aquela aula de química na escola teria importância nos cuidados com os cabelos, hein? Você imaginava? Eu não. Só depois de aprender um pouco sobre tratamentos capilares é que aprendi o valor que o pH tem para a saúde dos nossos fios.

Por isso não posso deixar de trazer esse assunto, já que, apesar de pouca gente falar sobre isso, o pH tem o poder de mudar tanto a estrutura quanto a maciez dos fios. Além de poder ajudar ou prejudicar na saúde dos mesmos. Sendo assim, nada mais justo do que aprendermos logo como controlar o pH dos nossos cabelos para manter as madeixas sempre belas, plenas e saudáveis.

O que é pH?

O pH é a sigla para potencial hidrogeniônico, que basicamente é a escala usada para definir se alguma substância é ácida, neutra ou básica (também chamada de alcalina).

Funciona assim: a escala do pH vai do número 0 ao número 14, sendo que o número 7 é o famoso pH neutro. Então, todo número abaixo de 7 indica que a substância é ácida; e todo número acima de 7 indica que ela é alcalina.

Escala de pH

Como você viu na imagem acima, quanto mais próximo dos extremos, mais “danoso” ele é. Ou seja, o pH 1 do suco gástrico, assim como o pH 13 da água sanitária, faz com que ambos sejam corrosivos, sendo capazes de “queimar” e estragar alguns materiais.

Beleza, já vimos o básico sobre o pH. Então bora entender como funciona quando o assunto é o tratamento do nosso cabelo:

pH dos cabelos

Assim como nos exemplos acima, nossos fios também possuem pH, sendo o que o pH ideal dos cabelos é entre 4,5 a 5,5.

Quando o pH vai acima ou abaixo desses valores, são as cutículas dos fios que reagem indicando de que forma essa variação está atingindo o cabelo.

pH dos produtos para cabelos

Produtos com pH acima do ideal para o cabelo (maior que o pH natural do nosso fio de 4,5 a 5,5) fazem com que as cutículas se abram, facilitando a entrada e a saída de água, oleosidade e nutrientes na fibra capilar. Ou seja, fica mais fácil absorver as propriedades dos produtos, mas ao mesmo tempo elas saem facinho também (calma que já digo como resolver isso na prática).

Já os produtos com pH menor que o valor natural selam as cutículas, fazendo com que os fios absorvam menos e também retenham mais os nutrientes. E, a depender do produto, se o pH dele for baixo demais, pode selar demais as cutículas, deixando o fio rígido e quebradiço, perdendo o movimento.

Pra entender melhor, imagine que as cutículas do cabelo são como portas que abrem e fecham. Imaginou?

Agora imagine que produtos com maior pH abrem as portas, deixando a passagem livre para quem quiser entrar ou sair. Enquanto que os produtos com menor pH fecham essas portas, impedindo a passagem tanto de quem quer entrar ou sair.

É por isso que, na prática, os produtos mais limpantes têm pH maior, para abrir as cutículas e tirar a sujeira e os resíduos. Nessa categoria se encontram os shampoos, shampoos detox e principalmente os shampoos antirresíduos.

O shampoo hidratante geralmente tem pH próximo ao natural do fio, fazendo com que as cutículas não se abram tanto quanto os outros.

Descolorações e químicas também têm pH alto, abrindo mais ainda as cutículas dos fios, deixando-os ásperos e opacos. Por isso é tão importante um tratamento capilar logo após esses procedimentos.

Os produtos mais hidratantes e umectantes têm pH menor, para selar as cutículas, segurando os nutrientes e a umidade, devolvendo o brilho e a maciez do fio.

Como equilibrar o pH do cabelo

Agora que você já sabe como o pH age no cabelo, fica mais fácil de equilibrar o pH dos nossos fios para mantê-los mais saudáveis.

Tente ver sempre o pH de cada produto na embalagem

Lu, todo produto tem essa informação na embalagem?

Produtos mais profissionais sempre têm escrito no rótulo, porém, alguns produtos não têm essa informação. Aí você tem que usar e sentir como fica o fio:

  • Se ele ficar mais mais áspero ou elástico, é porque o pH é alto. Aí, para equilibrar, use um produto (pode ser uma máscara ou condicionador) com pH mais baixos, para selar as cutículas.
  • Se sentir o fio mais pesado e enrijecido, o pH é baixo. Equilibre então com um produto de pH um pouco mais alto.

PS: se você observar bem, verá que normalmente as linhas de produtos já vêm com pHs que se equilibram. Por isso eles sempre recomendam que você use o condicionador da mesma linha que o shampoo, por exemplo.

Tenha um cronograma capilar

O cronograma capilar funciona como uma rotina de tratamento. Consiste nas etapas de hidratação, umectação e reconstrução, em que você faz cada uma delas em uma determinada frequência para que seu cabelo tenha tudo o que ele precisa para se manter sempre forte e saudável.

Então é imprescindível que você aprenda a fazer, ok? Se não souber como fazer o cronograma capilar, clique nos links do parágrafo anterior que tem tudo o que você precisa saber sobre o assunto 😉

E é isso, espero que você tenha gostado e volte sempre!

Beijos!
signature

Cadastre-se pra não perder nenhum post!

Cadastre-se com seu e-mail pra receber todos os posts e novidades!

Deixe seu comentário ou dúvida:

Ou, se preferir, comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário ainda.

Criei esse espaço para que a gente possa trocar nossos melhores truques sobre cabelos cacheados (mas nem sempre), saúde, beleza, autoestima e o que mais der na telha.

Previous
Como fazer com que as pessoas gostem de mim? – 6 dicas práticas
pH dos cabelos: por que ele é tão importante no tratamento capilar?