Como acabar com a caspa e evitar que ela volte

Sabia que cerca de metade da população sofre com caspa? Pois é, então não se sinta mal caso você esteja com esse problema. Ainda mais que agora você vai aprender o que causa, como acabar com a caspa e como evitar que ela volte a te incomodar!

O que é a caspa, afinal?

Quando ouvimos a palavra caspa, a gente já imagina aqueles negocinhos brancos que saem do couro cabeludo e ficam presos no nosso cabelo, né? Fica até parecendo cabelo sujo.

O que acontece é que nem tudo pode ser considerado “caspa verdadeira”, sabia?

Mas que maluquice é essa, Lu?

É o seguinte, a caspa real é aquela chamada pelos dermatologistas de dermatite seborreica, que é uma inflamação no couro cabeludo, mais especificamente nas glândulas que produzem a oleosidade, fazendo com que elas produzam mais óleo do que o normal.

Essa alteração faz com que a renovação celular – que acontece de forma natural e imperceptível no couro cabeludo – fique desequilibrada, gerando “flocos” de células mortas que se soltam e são visíveis a olho nu.

Porém, também existe aquilo que eu chamo de “falsa caspa”, que é quando nosso couro cabeludo tá tão cheio de resíduos de cremes, máscaras e afins, que esses próprios resíduos começam a se soltar, dando a impressão de caspa, entende?

Nós cacheadas entendemos bem disso, visto que já passamos por esse incômodo ao menos uma vez na vida, né? Ainda mais quando não sabíamos cuidar tão bem do cabelo ou quando passávamos o creme de forma incorreta. Por exemplo, passando creme no couro cabeludo quando ele não é de passar no couro, e demais erros que posso fazer uma postagem só para eles se quiserem.

O que causa a caspa?

A caspa é principalmente causada pela predisposição genética da pessoa, mas também existem fatores que facilitam, e muito, o aparecimento dela:

  • Excesso de oleosidade no couro cabeludo;
  • Secadores de cabelo no jato quente, já que isso faz com que o cabelo perca a umidade natural e estimule a produção de mais oleosidade ainda, além de irritar a pele do couro cabeludo;
  • Água quente, pelo mesmo motivo acima;
  • Boné e chapéu na cabeça por muito tempo, pois o clima abafado no couro cabeludo estimula a proliferação de fungos e bactérias que podem irritar a pele e inflamar as glândulas sebáceas;
  • Dormir com o cabelo molhado, pois também ajuda na proliferação dos micro-organismos;
  • Resíduos de cremes e máscaras no couro cabeludo. Por isso, sempre enxague bem;
  • Estresse, ansiedade e baixa imunidade também podem causar a caspa;
  • Por fim, a alimentação, que parece bobeira, mas pode contribuir bastante com o problema, principalmente alimentos gordurosos e açucarados (é triste, mas é verdade).

Como acabar com a caspa

Como vimos, a caspa acontece devido a problemas no nosso couro cabeludo. Então, para acabarmos de vez com ela, precisamos recuperar a saúde da área. Faz sentido, né?

Shampoos adstringentes e antifúngicos podem ajudar bastante no início do tratamento. Os adstringentes, como shampoos antirresíduos e detox, são capazes de limpar e retirar resíduos impregnados. Já os antifúngicos eliminam os fungos que se alimentam da oleosidade excessiva (que aumenta mais ainda a irritação da pele).

Óleo de coco também pode ajudar bastante, pois além de hidratar e nutrir os cabelos, possui propriedades antifúngicas e ajudam a reequilibrar a oleosidade.

Ah, não se esqueça de, a partir de agora, manter uma alimentação mais balanceada e saudável, porque assim você cura seu couro cabeludo de dentro pra fora, ainda mais sabendo que gorduras e açúcares facilitam a produção da caspa, não é mesmo?

Como evitar que a caspa apareça novamente

  • Passe os cremes sem enxágue como finalizadores, cremes de pentear, leave-ins etc sempre no comprimento dos fios, nunca na raiz. A não ser que o produto seja próprio para isso.
  • Evite usar chapéu e boné por muito tempo. Ou seja, evite manter o couro cabeludo abafado.
  • Lave o cabelo sempre com água morna ou fria.
  • Evite lavar o cabelo todos os dias. Tente sempre alternar para no mínimo dia sim, dia não. No meu caso, que sou cacheada, lavo apenas uma a duas vezes por semana e é sucesso.
  • E claro, quando lavá-lo, capriche bem na massagem e na lavagem do seu couro cabeludo. Quando vejo que o meu está muito sujo, lavo até duas vezes. Uma com um shampoo detox e a outra com um shampoo hidratante, para que ele não sofra tanto. Depois, continuo meu ritual de lavagem normalmente.
  • Ah, existe também a esfoliação capilar. Ela também faz muita diferença na hora de tirar os resíduos.

Espero ter ajudado e siga no instagram @pergunteaumamulher para mais dicas inéditas e boa sorte!

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Luiza Costa (@pergunteaumamulher) em

Beijos!
signature

Cadastre-se pra não perder nenhum post!

Cadastre-se com seu e-mail pra receber todos os posts e novidades!

Deixe seu comentário ou dúvida:

Ou, se preferir, comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário ainda.

Criei esse espaço para que a gente possa trocar nossos melhores truques sobre cabelos cacheados (mas nem sempre), saúde, beleza, autoestima e o que mais der na telha.

Previous
Tratando a pele oleosa: resenha do sérum Effaclar Anti-idade da La Roche-Posay, vale a pena?
Como acabar com a caspa e evitar que ela volte