Água quente, fria ou morna nos cabelos: qual a temperatura ideal?

A gente sempre ouviu que, em relação à temperatura ideal da água, lavar o cabelo com água quente faz mal e que a boa é a água fria, não é mesmo?

Pois agora eu te digo que… não necessariamente! Dependendo do que você quer, a água quente pode ser útil e a fria nem tanto assim.

Como assim, Luiza, tá malucando da cabeça?

Calma, cachuda ou lisuda do meu coração, que eu vou te explicar direitinho:

Água quente no cabelo

A água quente estimula as glândulas sebáceas fazendo com que elas produzam mais oleosidade na raiz, o que pode atrapalhar o crescimento dos fios e, inclusive, causar a queda deles.

Também resseca os fios, abre as cutículas e causa o aspecto de cabelo áspero e opaco. Além de deixá-los mais fracos e propensos à quebra.

Para quem tem cabelo tingido, a água quente acelera o desbotamento da cor e, para quem é cacheada, atrapalha na definição dos cachos.

Depois de falar tanta coisa ruim, você deve estar louca se perguntando:

Mas qual a utilidade da água quente, afinal?

Por incrível que pareça, sua maior utilidade é promover uma limpeza mais intensa junto ao shampoo, pois a temperatura alta amolece os resíduos que podem estar presos à raiz e ao corpo dos fios, facilitando a soltura.

O fato de abrir as cutículas pode ser útil na hora de passar sua máscara de tratamento, pois assim as propriedades do produto entram profundamente nos fios, mas com a condição de enxaguar com a água fria para selar as cutículas de novo, entende?

Então, se tiver que usar água quente de qualquer jeito, lave super rápido, para manter os fios expostos à alta temperatura pelo menor tempo possível, e depois enxágue com água fria.

Nota: Eu mesma amo água torrando, ainda mais nesse frio de Curitiba =(. Mas tento superar por saber desses probleminhas dela pro cabelo e pra pele.

Água fria

A água fria mantém as cutículas dos fios fechadinhas, ajudando na hidratação natural e dando mais brilho ao cabelo.

Ela também acalma o couro cabeludo e evita a criação de caspas.

Porém, ao contrário da água quente, aqui os resíduos de produtos ou sujeiras ficam mais durinhos, ficando assim mais presos aos fios e ao couro cabeludo. Por esse motivo, a parte de limpeza do ritual de lavagem não é muito recomendada fazer em água fria.

Lembre-se que o frio demais também “queima”. Tipo quando você se queimava com o gelo na boca, sabe?

Água morna

Eis que chegamos ao ponto que pouca gente lembra: a água morna!

A água morna consegue ter tudo de bom da água quente, mas com muito menos coisas ruins.

Então, você pode muito bem usar a água morna para limpar o cabelo, já que mesmo assim os resíduos/sujeiras vão amolecer e se desprender. Além de também abrir as cutículas para um creme de tratamento sem desestabilizar a produção de oleosidade das glândulas sebáceas, e nem causando ressecamento dos fios. Só um tico às vezes, rs. Mas nem se compara com a água quente!

Como saber a temperatura ideal da água morna?

A temperatura ideal da água morna para os cabelos é de uns 23, 24°C. Ou seja, como nosso corpo tem temperatura de 36°C, é aquela água que está no limite entre ser morninha e começando a ficar fria, mas que não chega a incomodar, sabe? Isso se você não morar aqui no Sul.

Mas mesmo assim, sempre que puder, enxágue com água fria mesmo, pra manter as cutículas sempre seladas e seu cabelo protegido.

Ah, se for secar com secador, use no máximo o jato morno, sem se esquecer do protetor térmico! E no final, termine com um jato frio pra dar aquela selada e mais brilho.

Enfim, agora já sabemos quando usar cada temperatura de água a nosso favor. Espero ter te ajudado e não se esqueça de seguir nas redes sociais para receber sempre novidades inéditas, tá?

Beijos!
signature

Compartilhe

Cadastre-se pra não perder nenhum post!

Cadastre-se com seu e-mail pra receber todos os posts e novidades!

Deixe seu comentário/dúvida:

Ou, se preferir, comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário ainda.