Azeite de Oliva no Cabelo – Qual a Diferença entre o Virgem e o Extra Virgem?

Depois do post que fiz explicando as diferenças entre o Óleo de Coco Virgem e Extra Virgem nos nossos cabelos, me veio a ideia de fazer algo semelhante com o Azeite de Oliva: será que a lógica entre o virgem e o extra virgem de fato se manteria?

Pra variar e como boa perfeccionista que sou, liguei para algumas fabricantes de azeite, assim como fiz com as fabricantes de Óleo de Coco, e tirei nossas principais dúvidas sobre o assunto. Então, bora lá:

Qual é a diferença entre Azeite de Oliva Virgem e o Extra Virgem para os cabelos?

Ambos os azeites podem ser produzidos da mesma forma, seja pelo processo de prensagem, que esmaga as azeitonas para a extração do óleo, ou pelo método de centrifugação, que tritura as azeitonas extraindo o óleo. Esses processos preservam as propriedades naturais e mantém a acidez baixa, pois não usam nenhum tipo de refinamento.

A diferença entre eles se resume principalmente na acidez máxima, sendo o Extra Virgem com acidez máxima de até 0,8% e o Virgem com acidez máxima entre 0,8% e 2%. Diferem também na quantidade de nutrientes, tendo o Extra Virgem um pouco mais de nutrientes que o Virgem, pois quanto maior a acidez, menos nutrientes.

Mas então o Azeite Extra Virgem é o melhor, pois tem acidez menor e mais nutrientes?

Não necessariamente. No nosso caso, em que estamos falando do uso para os cabelos, não faz diferença alguma, pois a acidez e a quantidade de nutrientes diferem praticamente em nada no resultado de uma umectação, por exemplo.

Agora, se você pensa em usar o azeite para comer, a diferença fica mais perceptível, sendo que o Extra Virgem aguenta maiores temperaturas sem perder sua composição e possui um sabor um pouco mais delicado/suave, enquanto o Azeite Virgem não seria recomendável esquentar demais, pois correria o risco de perder suas propriedades. Sem contar seu sabor um pouco mais forte.

Então por que o Azeite Extra Virgem é mais caro?

É mais caro porque é considerado “mais jovem”. Ou seja, possui um melhor “grau de conservação”, visto que o aumento da acidez ocorre naturalmente, com o tempo e com a exposição à luz. Sendo assim, por ter maior acidez, o Azeite Virgem seria um azeite “mais velho”.

Lu, vi que também existe um tal de Azeite de Oliva Refinado. Qual é a diferença dele pros demais?

O Azeite de Oliva Refinado é produzido usando os restos dos óleos que superaram a acidez de 2% e possuíam um sabor forte demais, sendo então utilizado um procedimento químico para corrigir a acidez e o sabor.

O ponto negativo é que esse processo retira muitas propriedades e nutrientes dele. Então, o ideal seria evitar esse tipo de azeite, tanto para os cabelos, quanto para a alimentação.

E quais são os benefícios do Azeite de Oliva para os cabelos?

Na verdade são vários. Listo aqui os principais:

  • Hidrata e Nutre;
  • Sela as cutículas dos fios, mantendo a hidratação;
  • Dá brilho;
  • Controla o frizz;
  • Diminui as pontas duplas;
  • É antiqueda;
  • Estimula o crescimento capilar;
  • Controla a caspa.

Umectação com Azeite de Oliva

A forma que mais gosto de usar o Azeite é como Umectante, na etapa de Nutrição do meu Cronograma Capilar. Mas você também pode colocar um pouquinho para enriquecer sua máscara, porém, coloque apenas na quantidade certa no dia que for usar. Eu coloco apenas umas gotinhas =)

Para umectar, simplesmente passe o azeite puro no comprimento dos fios e deixe agir por no mínimo 1 hora. Depois enxague e lave normalmente. Lembrando que se ensopar o cabelo, fica mais difícil de tirar depois. O ideal seria passar apenas uma fina película ao longo de todos os fios. Assim absorve melhor e evita 0 desperdício.

No meu caso, eu costumo deixar de um dia pro outro e às vezes faço meio a meio com o Óleo de Coco. Fica muito bom também. Só pesa um pouco no dia (mesmo passando apenas o suficiente), tal como basicamente todas as umectações.

Então é isso, espero que esse post tenha sido útil e qualquer coisa é só perguntar nos comentários!

Beijos!
signature

Cadastre-se pra não perder nenhum post!

Cadastre-se com seu e-mail pra receber todos os posts e novidades!

Deixe seu comentário/dúvida:

Ou, se preferir, comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário ainda.

Criei esse espaço para que a gente possa trocar nossos melhores truques sobre cabelos cacheados (mas nem sempre), saúde, beleza, autoestima e o que mais der na telha.

Previous
Fotorrejuvenescimento é bom mesmo? Vale a pena fazer?
Azeite de Oliva no Cabelo – Qual a Diferença entre o Virgem e o Extra Virgem?