Como usar a Bucha Vegetal na pele? 01 esfoliação caseira barata e eficiente

Tá pensando em gastar dinheiro com um esfoliante para sua pele? É claro que vez ou outra, é bom um produtinho industrializado. Porém, nesse post você verá os benefícios e como usar a Bucha Vegetal para esfoliar a pele. Tenho certeza que ela te fará muito, mas muito feliz em várias ocasiões. E o melhor de tudo: é uma receita caseira para  esfoliar a pele, deixando-a mais bonita e mais jovem, só que sem precisar fazer nenhuma misturinha.

Ótimo, né? Então cola em mim que te explicarei os principais benefícios e a melhor forma de usar esse poderoso esfoliante natural caseiro.

Bora lá?

Afinal, de onde vem a Bucha Vegetal?

Ela vem do fruto de uma planta trepadeira. No caso, são usadas as fibras desse fruto, mas apenas quando esse fruto fica bem seco.

Benefícios da Bucha Vegetal

Além de esfoliar a pele retirando as células mortas, ela estimula a renovação celular, a produção de colágeno e ajuda na circulação sanguínea. E mais ainda: é recomendada por muita gente natureba para amenizar aquela aparência de “casca de laranja”, que acontece quando temos algumas celulites em determinada área da pele, sabe? (Estou testando melhor essa parte, pois tenho muita celuliteee).

Por ser um produto de origem vegetal, é biodegradável e não impacta o meio ambiente.

Como acabar com as manchas escuras nas axilas?

Ah! Sabe aquelas partes do nosso corpo que tem a pele mais escura, tipo nas axilas ou nas dobras da pele do pescoço, por exemplo? Então, é maravilhoso pra clarear essas áreas! Depois de uns 2 meses de uso você já percebe o resultado. Sempre que faço com periodicidade, dá certo e não me arrependo. É incrível!!!

Sem contar aqueles “nodulosinhos secos” que às vezes temos na pele + resquícios de pelos encravados que ela ameniza bastante.

Devido à potente esfoliação que essa bucha proporciona (esfoliação nada mais é do que micro “raspadinhas” na pele, dando uma leve agredida na mesma), recomendo passar um creme hidratante após o uso. Isso ajudará na proteção e recuperação da área. E ainda pelo mesmo motivo eu recomendo não usar todos os dias, tá? Senão pode agredir e machucar a sua pele, algo totalmente ao contrário do que queremos.

Ah, e uma dica aqui da Lu: eu gosto muito de passar Óleo de Rosa Mosqueta após a esfoliação e antes da hidratação, pois ele também ajuda no viço da pele, bem como deixa a mesma parecendo mais jovem. Se ainda não sabe os benefícios do Óleo de Rosa Mosqueta para a pele, tem tudo explicadinho aqui no site.

Quantas vezes na semana esfoliar a pele?

Recomendo usar dia sim dia não, ou até 3 vezes por semana apenas, só pra não agredir demais. Há quem diga que pode ser usada todo dia, mas prefiro ter esse cuidado a mais. No passado já usei todo dia e hoje vejo melhor a diferença.

A não ser que sua bucha já tenha perdido o aspecto de lixa natural e esteja bem molinha, aí sim pode usar todos os dias. Enfim, tem que sentir na pele se está agredindo ou não.

Como usar a Bucha Vegetal corretamente

Primeiro de tudo, você vai perceber que a bucha parece bem dura, não é mesmo? É por isso que a gente molha ela na água do chuveiro por um tempinho até que ela fique mais maleável, porque usá-la seca é masoquismo kkk, além de arranhar e machucar a pele. Então, sempre espere amolecer antes de usar.

O ideal mesmo, é deixá-la de um dia pro outro com um creme hidratante + água. Ou algo que amacie. Depois enxague bem.

Agora que já amoleceu, passe o sabonete nela (recomenda-se o sabonete líquido pela praticidade, mas pode usar outros também) e faça bastante espuma, que aí fica mais macia ainda.

PS: Buchas mais usadas/velhinhas tendem a ser naturalmente mais macias, mas aí tem que ver se não perde parte da função, caso fique macia demais – tal como já dito anteriormente.

Quando estiver passando a bucha no corpo, faça movimentos circulares, para estimular ainda mais a circulação sanguínea.

Cuidados que você deve ter com a bucha vegetal

Sempre que usá-la, lave bem e deixe secar fora do banheiro. De preferência, em um ambiente seco para evitar fungos. Por ser toda cheia de fibras e “furinhos”, a Bucha Vegetal guarda muita umidade, e essa umidade é um paraíso para a formação de vários micro-organismos.

Se sua bucha começar a ficar com cheiro ou mudar de cor, é hora de trocá-la! Mas acho que esperar ela cheirar ou mudar de cor já é sinal de que a “marmita azedou”. Então, prefiro trocá-la quando vejo que ela já não faz tão bem a função dela.

Dica extra: deixá-la de molho no vinagre uma vez por mês prolonga seu tempo de vida.

Você pode também esterilizá-la fervendo na água, pra aumentar a durabilidade e depois deixá-la de molho no vinagre com água, para garantir melhor assepsia. Mas o mais importante será sempre mantê-la bem limpa e sequinha, tá bom?

Fiz um vídeo sobre o assunto há um tempo atrás. Então, se quiser ver outros detalhes + minhas besteiras sem graça que tem gente que ri, é só dar o play abaixo:

Espero que essas informações tenham sido úteis e você possa economizar um pouco mais nessa etapa de cuidados com a sua pele.

Beijos!
signature

Compartilhe

Cadastre-se pra não perder nenhum post!

Cadastre-se com seu e-mail pra receber todos os posts e novidades!

Deixe seu comentário ou dúvida:

Ou, se preferir, comente aqui:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nenhum comentário ainda.